Portal da Cidade Porto Velho

ECONOMIA

Venda de fogos de artifícios deve aumentar em 30%

Os fogos de artifícios mais vendidos são as baterias, rojões e as serpentes voadoras.

Postado em 24/12/2019 às 08:21 |

(Foto: Divulgação)

Há menos de oito dias para a virada do ano, os comerciantes de fogos de artifício esperam que as vendas continuem aquecidas até o último minuto de 2019. Em Porto Velho, a expectativa do segmento é que as vendas sejam 30% maiores neste ano, em relação a 2018.

A gerente Suziana Santos conta que a movimentação deve ser maior a partir da próxima semana, logo após a celebração do Natal. “A procura já iniciou, mas como de costume o brasileiro deixa para última hora e já sabemos que o movimento tende a aumentar consideravelmente nos dias que antecedem o Réveillon”, afirmou Suziana.

Com poucos concorrentes, a loja de fogos onde Suziana trabalha, localizada na região Central de Porto Velho, estima lucros ainda maiores neste ano. “Somos a maior loja do segmento em Rondônia. Atendemos tanto a capital quanto o interior do estado. Tínhamos poucos concorrentes e alguns fecharam as portas. Por conta disso, já estamos esperando um volume de vendas ainda maior”, justificou a gerente.

Segundo ela, os fogos de artifícios mais vendidos durante o período de festas de fim de ano, são as baterias (vários disparos), rojões (tiros) e as serpentes voadoras (fogos coloridos).

A bateria de fogos pode ser encontrada em vários modelos e preços variados, a partir de R$ 50,00 podendo chegar a R$ 2 mil. Já os fogos de “tiros”, os valores variam de R$ 20 à R$ 35. Os fogos coloridos são encontrados em dois preços R$ 28 e R$ 35.

Para o uso seguro dos fogos, o consumidor deve se atentar quanto à classificação: crianças, adolescentes, adultos e profissionais. O lojista tem como obrigação informar para que tipo de público o produto é direcionado. Outro passo importante é fazer a leitura do rótulo da embalagem, que orienta sobre o uso adequado do produto.

A gerente da casa de fogos pontua o uso da base, já enviada pelo fabricante, de forma a contribuir com a segurança. “Hoje, a pessoa só solta os fogos na mão por imprudência, porque todos vêm com base do fabricante e orientações a respeito. Falo para o cliente sobre o uso com a base, para evitar soltar com a mão, porque o estouro é mais forte”, disse Suziana Silva.

DICAS IMPORTANTES:

  • Nunca utilizar fogos de artifício se a pessoa estiver alcoolizada.
  • Não direcionar os fogos para o público.
  • Sempre utilizar em ambientes abertos, longe de fiações e telhados.
  • Sempre utilizar os rojões de forma que a mão fique distante o suficiente do ponto onde há explosão.
  • Ao estocar fogos em casa, deixe-os em um local seco e longe de fogões e outros explosivos.

Em casos de acidentes leves ou mais graves, com explosões ou risco ambiental, o Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) – 192 – devem ser acionados. Para denúncias, o consumidor pode ligar para o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), no 193.


Fonte:

Deixe seu comentário