Portal da Cidade Porto Velho

COVID-19

Pacientes graves serão transferidos para o Mato Grosso e Mato Grosso do Sul

A informação foi repassada pelo governador Marcos Rocha, durante pronunciamento oficial

Postado em 25/01/2021 às 21:18 |

(Foto: Reprodução / Facebook)

Em pronunciamento oficial divulgado nas redes sociais no final da tarde desta segunda-feira (25), o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha (Sem Partido), anunciou a transferência de 15 pacientes com covid-19 para tratamento em leito clínico em Curitiba, capital do Paraná.

Ladeado pelo secretário de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo, o chefe do executivo informou que a secretaria conseguiu 30 vagas de UTI's, 10 em Cuiabá (MT), 10 vagas em Três Lagoas e 10 em Campo Grande, ambas em Mato Grosso do Sul.

Com o sistema de saúde pública colapsado e uma taxa de ocupação de 100% dos leitos de UTI's, o Governo de Rondônia solicitou apoio do Ministério da Saúde para realizar a remoção de pacientes para hospitais federais existentes no Brasil.

Atualmente Rondônia possui 977 leitos, sendo 389 na rede estadual de Saúde, 175 em hospitais filantrópicos, 233 em hospitais particulares e 180 da rede municipal de Saúde. 

O secretário da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo, anunciou que a transferência dos pacientes estará sendo realizada em UTIs aéreas do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Rondônia e em aeronaves terceirizadas.

Máximo informou que, há 10 vagas em Cuiabá e para esse destino será dado início às transferências. A logística é complexa e está sendo preparada. ‘‘Os pacientes graves de UTI são pacientes complexos. É uma logística muito difícil de se fazer, tem pouquíssimas aeronaves preparadas para o transporte desses pacientes no Estado, portanto serão transportados gradativamente, em números pequenos, e o critério de seleção é rigoroso, pois exige muita cautela’’, disse.

Fonte:

Receba as notícias de Porto Velho no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Mais Lidas