Portal da Cidade Porto Velho

POLÍCIA

Facções criminosas com atuação em presídios são alvo de operação da Polícia

Policiais cumprem 30 mandados de prisão e 39 de busca e apreensão, em Porto Velho

Postado em 06/08/2020 às 08:49 |

(Foto: Reprodução / Governo do AM)

A Polícia Civil de Rondônia, através da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), deflagrou na manhã desta quinta-feira (06) a operação Metastasis, que tem como alvo membros de facções criminosas que atuam em Porto Velho, dentro e fora dos presídios. Estão sendo cumpridos 30 mandados de prisão e 39 de busca e apreensão. 

Segundo a Polícia, a operação tem por objetivo a responsabilização criminal de lideranças e membros de organizações criminosas pela prática de crimes como roubo, tráfico de drogas, homicídio, entre outros. A guerra entre facções rivais, que resultou no assassinato do jovem Rubem Ariel da Silva Souza, decapitado em 23 de junho no residencial Morar Melhor, foi um dos principais fatores que motivaram as investigações. 

Para chegar aos criminosos, os investigadores utilizaram técnicas modernas capazes de interceptar o conteúdo das ordens que partiam de dentro das unidades prisionais, por meio ligações telefônicas, aplicativos de mensagens, como WhatsApp e bilhetes manuscritos.

Durante as investigações, de acordo com a Polícia Civil, foi possível impedir um ataque criminoso que tinha como alvo moradores do residencial Orgulho do Madeira, na zona Leste da Capital. Também foi possível evitar que uma grande quantidade de armamento chegasse as mãos dos criminosos, além de interromper a entrada de cerca de 50 aparelhos celulares, drogas e ferramentas (serras), dentro dos presídios.

O nome da operação

A palavra “Metastasis”, em grego, tem como significado a expressão “mudança de lugar”. Para esta operação, usa-se sua referência ao termo “metástase”, ou seja, a formação de uma lesão tumoral a partir de outra.


Fonte:

Receba as notícias de Porto Velho no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário