Portal da Cidade Porto Velho

CORONAVÍRUS

Sistema de Saúde de Porto Velho pode entrar em colapso nos próximos dias

Na rede pública as vagas estão esgotadas e na rede privada o índice de ocupação é crítico

Postado em 02/06/2020 às 14:51 |

(Foto: Divulgação)

As vagas criadas pelo Governo para atender pacientes com covid-19 estão esgotadas em Porto Velho. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), 100% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) dos hospitais públicos da Capital estão ocupados. A informação foi repassada pelo secretário, Fernando Máximo, durante coletiva com a imprensa nesta manhã.  

Fernando Máximo alertou que um colapso no sistema de saúde se aproxima e que é preciso que a população colabore para a elevação da taxa de isolamento social. Nesta segunda-feira (1º), o índice registrado em Rondônia foi de 41%, sendo que o ideal é 70%.

O último boletim epidemiológico mostra que a taxa de contaminação em Porto Velho segue em alta. A capital concentra 3.678 casos do total de 5.172 registrados em todo o Estado. É também o município com maior número de vítimas. Ao todo, 111 pacientes contaminados pelo novo coronavírus (covid-19) morreram na capital rondoniense, em decorrência de complicações do quadro infeccioso.

‘‘A população tem que entender. Tem muita gente que não está contribuindo, anda nas ruas sem máscara, tem que entender que estão morrendo rondonienses, e precisamos nos cuidar. Se não tivermos apoio de 100% da população, o colapso está próximo. Nós não queremos isso, mas é a realidade desse momento’’, disse.

De acordo com o secretário da Sesau, os esforços são intensos para ampliar os leitos, mas é preciso que população ajude a evitar mais contágios. Máximo informou que 10 leitos de UTI devem ser ativados nesta terça-feira (2) no Hospital Estadual e Pronto Socorro João Paulo II (JP II), e na quarta-feira (3), o Hospital do Amor deve entregar 12 leitos de UTI.


Fonte:

Receba as notícias de Porto Velho no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário