Portal da Cidade Porto Velho

MARCO REGIONAL

Usina Hidrelétrica Jirau inaugura Agroindústria de Açaí

O novo empreendimento fica em Nova Mutum Paraná e foi entregue para a Coopprojirau.

Postado em 11/11/2019 às 16:31 |

Inauguração da Agroindústria de Açaí em Nova Mutum Paraná. (Foto: Assessoria)

Dia de Campo do Açaí. (Foto: Assessoria)

Com investimento de R$ 2 milhões, a Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau inaugurou a Agroindústria de Açaí em Nova Mutum Paraná no dia 8 de novembro. O novo empreendimento foi entregue para a Cooperativa de Produtores Rurais do Observatório Ambiental Jirau (COOPPROJIRAU), responsável pela gestão do negócio, beneficiamento do fruto e comercialização da polpa do açaí. 

Para o diretor administrativo da usina Jirau, Júlio Freitas, a chegada da Agroindústria de Açaí é um marco para a região. “A inauguração desta agroindústria é a constatação da união de esforços para o fortalecimento da economia local e significa a concretização de mais um sonho que sai do papel. Toda essa conquista reforça um dos pilares mais importantes para a nossa Empresa, que é a sustentabilidade, o que vem garantindo a assertividade dos nossos investimentos e a transformação social da região”, destaca Freitas. 

Todo o investimento foi efetivado pela UHE Jirau via Subcrédito Social do BNDES, o que resultou numa estrutura construída de 350 metros quadrados, equipamentos e demais utensílios para a operação do novo negócio. A agroindústria tem capacidade de processar até 600 quilos de polpa por hora ou aproximadamente mil toneladas ao ano, beneficiando diretamente mais de 30 famílias e tantos outros pequenos produtores rurais e extrativistas, que a partir de agora têm destino certo para a sua safra de açaí.

A Presidente da COOPPROJIRAU, Sandra Vicentini, afirma que a agroindústria traz um grande salto de desenvolvimento para os produtores. “Para nós, esta é mais uma forma de valorização e reconhecimento do trabalho do homem do campo, que pode ter sua renda e emprego dignamente. A realização desse sonho é excepcional para as nossas estrelas aqui presentes, os extrativistas”, comemora Sandra. 

 O Gerente de Meio Ambiente e Socioeconomia da Usina Jirau, Veríssimo Neto, conta que a implantação da Agroindústria começou a ser pensada há alguns anos, por meio de encontros com os pequenos produtores e extrativistas do entorno da Hidrelétrica. “Nós, da Usina Jirau, estamos realizando um sonho, juntamente com todos os parceiros da COOPPROJIRAU, pois a agroindústria visa o fomento da geração de emprego e renda, melhora a vida do agricultor familiar, do extrativista e traz desenvolvimento socioambiental para a nossa região”, ressalta Neto. 

É o caso do extrativista Sandoval Rodrigues, de 57 anos, que colhe açaí e está feliz com a chegada da agroindústria. “Após muita luta e trabalho, conseguimos essa vitória.  O sentimento de hoje é de bastante alegria, vendo que toda a nossa batalha não foi em vão”, assegura Rodrigues.

Os produtores de açaí da região agora contam com uma cadeia produtiva completa para a sua matéria-prima. O produto é recebido na agroindústria, processado seguindo padrões rigorosos de qualidade, embalado e comercializado. A gestão da COOPPROJIRAU já firmou diversas parcerias com o comércio regional, mas o objetivo é alcançar mercados maiores. No período de instalação e comissionamento dos equipamentos na agroindústria, foram processadas mais de 8 toneladas de açaí, o que rendeu 5 toneladas de polpa congelada, mas as metas são ambiciosas e até o final deste ano pretende-se chegar a 50 toneladas de polpa processada.

A solenidade de inauguração contou com a presença de representantes do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Subsecretaria de Agricultura e Abastecimento de Porto Velho (Semagric), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (SEDAM), Secretaria de Estado da Agricultura (SEAGRI), Subsecretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Porto Velho (Sema), Câmara Municipal de Porto Velho, dentre outras instituições públicas e privadas.

 

Dia de Campo de Açaí

No mesmo dia, a COOPROJIRAU e a Embrapa Rondônia, com o apoio da Usina Hidrelétrica Jirau, Emater, Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (IDARON) e Semagric, realizaram o Dia de Campo de Açaí.

Durante a ação, 200 produtores rurais, estudantes e pesquisadores, receberam informações técnicas e importantes dicas para o cultivo do fruto.

A atividade aconteceu em uma área de unidade demonstrativa de sistema agroflorestal, que pertence à COOPPROJIRAU e fica ao lado da Agroindústria de Açaí.


Fonte:

Deixe seu comentário