Portal da Cidade Porto Velho

NOVOS MERCADOS

Vacinação contra febre aftosa será extinta em Rondônia

Anúncio foi feito durante audiência pública com produtores rurais, na Assembleia Legislativa

Postado em 05/12/2019 às 04:30

(Foto: Divulgação)

Sem registros de fogo da doença há 20 anos, a vacinação do rebanho contra a febre aftosa será extinta em Rondônia. O anúncio foi feito pelo governador Marcos Rocha, na tarde desta quarta-feira (4), durante audiência pública na Assembleia Legislativa. 

A audiência pública foi conduzida pelo presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) e pelo governador Marcos Rocha (PSL), com a participação de produtores rurais de várias regiões do Estado.

Logo na abertura, Laerte Gomes fez a entrega ao governador Marcos Rocha, de um documento assinado por 20 deputados estaduais, apoiando a retirada da obrigatoriedade da vacina contra a febre aftosa no rebanho.

O governador disse que "é da agropecuária que vem os recursos para a nossa economia. Após reuniões e estudos, apesar de alguns termos um pouco de receio, temos que confiar que vai sim dar certo, pois Rondônia sempre fez muito bem o seu dever de casa e na sanidade animal é uma referência para o país".

Para Marcos Rocha, "com o fim da vacinação contra a aftosa, Rondônia vai muito mais além do ponto de vista econômico. Eu estou com os produtores rurais, que me deram essa confiança. Se a nossa opção for para suspender a vacinação, posso assegurar que vamos dar todo o suporte necessário para a Agência Idaron fazer o seu trabalho. Vamos agir da forma que deve ser feita, para ver o nosso Estado se desenvolvendo cada vez mais".

O governador aproveitou para indagar quem era favorável à retirada da vacinação contra a febre aftosa, com a grande maioria optando pelo fim da vacinação. Em seguida, Marcos Rocha e Laerte Gomes anunciaram em conjunto o fim da vacinação do rebanho de Rondônia.

Por telefone, numa ligação ao governado Marcos Rocha, a ministra de Agricultura Tereza Cristina, fez uma breve explanação. "Tinha muita dúvida quando cheguei ao ministério sobre o fim da vacinação. Tive que fazer um trabalho árduo com o programa da aftosa. O Brasil precisa começar a retirada da vacina contra a aftosa. Há muito tempo não há a circulação viral de aftosa no país. Se todo mundo faz a lição de casa, estamos prontos para fazer a retirada da vacinação".

O técnico da Agência de Defesa Sanitário Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron), Fabiano Alexandre, destacou que o Estado está há mais de 20 sem registro de aftosa e que Rondônia é o quarto Estado do país em quantidade de carne importada. “Em 2018, cerca de 10% do volume de carne exportada no país é foi proveniente de Rondônia", destacou o técnico da Idaron, Fabiano Alexandre.

 O deputado estadual Cirone Deiró (Podemos), o presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia, desembargador Walter Waltenberg, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Edilson de Souza, o presidente da Agência Idaron, Júlio Rocha Peres, o secretário de Estado da Agricultura (Seagri), Evandro Padovani, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Rondônia (Faperon), Hélio Dias, entre outras autoridades, também compuseram a mesa.

Fonte:

Receba as notícias de Porto Velho no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário