Portal da Cidade Porto Velho

EDUCAÇÃO

Isolamento potencializa oportunidades para preparação em concursos e Enem

Estudantes estão aproveitando o momento de isolamento para mergulhar nos estudos

Postado em 30/05/2020 às 08:20 |

(Foto: Portal da Cidade )

Em meio a um cenário de incertezas causado pela instabilidade econômica e pelo agravamento do desemprego – ambos impulsionados pela pandemia do coronavírus (Covid-19), os concursos públicos surgem como uma oportunidade para milhares de brasileiros que buscam a independência financeira, com uma remuneração maior que a iniciativa privada, e a estabilidade no emprego. Mas a aprovação no concurso público requer investimentos e muita dedicação aos estudos, afinal a concorrência é gigantesca comparada ao número de vagas disponíveis. 

Entre os concursos mais esperados para 2020 estão o do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) que deve disponibilizar 309 vagas para níveis médio e superior; Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) com mais de 500 vagas para profissionais que devem atuar na prevenção e combate a incêndios florestais; e o Concurso de Jovem Aprendiz para os Correios.

Além dos concursos públicos, outra preocupação dos estudantes nesta quarentena ser refere ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), principal processo de seleção de candidatos que almejam vagas nas universidades públicas federais e estaduais de todo país, o certame também possibilita aos alunos mais bem pontuados o direito a solicitar bolsas de estudos em algumas faculdades privadas – quanto maior é a pontuação, maior é o desconto oferecido nas mensalidades pela instituição de ensino superior.

No entanto, desde março, as medidas adotadas pelo Governo do Estado de Rondônia e prefeituras vedaram, por decretos, o oferecimento de aulas presenciais nas instituições de ensino. A ação tem como objetivo primordial, evitar a propagação do coronavírus, obedecendo as medidas de segurança sanitária recomendadas pelas autoridades médicas, entre elas o isolamento social.

André Luis Alves Serra é diretor da Escola Prepara Cursos, uma rede de ensino profissionalizante com mais de cem cursos e detentora de 400 unidades espalhadas por todo país. Além dos cursos profissionalizantes, a instituição oferece preparação para concursos públicos e Enem. Fundada em 2004, a rede formou mais de 1 milhão de alunos em todo Brasil, em Porto Velho a franquia está presente apenas há um ano e 8 meses. A instituição tem como metodologia o ensino híbrido que une o melhor da tecnologia da educação, como aulas digitais interativas e ensino inteligente individualizado, com o acompanhamento de educadores em atividades face a face, permitindo que o aluno desenvolva as habilidades no seu próprio ritmo e com alto desempenho.

Durante o isolamento social, a escola precisou se readequar e apostou na inovação para evitar com que os alunos fossem prejudicados. “Também fomos afetados por causa do isolamento, tivemos queda de frequência dos alunos antes mesmo do Decreto Estadual como medida preventiva do contágio do vírus, então tivemos que suspender os atendimentos e aulas na nossa unidade”, explica André. “Migramos todas as aulas para uma plataforma online, onde temos aulas com os professores gravadas e sistema híbrido de aprendizado (sistema interativo da Prepara) onde os alunos tem a plataforma de aprendizado”, complementa o diretor.

A estudante Flávia Cassaro, de 17 anos, experimentou a nova modalidade de oferta do curso e aprovou as inovações implantadas na escola. “As aulas de forma virtual tem sido um desafio tanto para o aluno quanto para o professor que auxilia nos estudos, mas o atendimento continua sendo efetivado com atenciosidade. Tanto os professores, quanto os profissionais da instituição estão buscando sempre o melhor. A plataforma online às vezes trava, porém tem o professor dando o suporte para resolver, nada que interfira na conclusão das aulas”, opina a aluna.

Mesmo migrando todo o atendimento para o modo online, a escola ainda sim teve algumas perdas de alunos matriculados, pois nem todos os discentes possuem acesso à internet de boa qualidade, aparelho smartphone ou computador pessoal para ter o acompanhamento das atividades. Ou seja, de qualquer forma a pandemia afetou os negócios da empresa que calcula queda na receita, em alguns casos motivados pela crescente inadimplência. Para evitar o colapso, a escola buscou facilitar o pagamento das mensalidades criando descontos especiais durante três meses para reter e ajudar ao máximo a maior quantidade de alunos possíveis. Outro impacto observado foi na redução do quadro de pessoal em até 40% para manter ao menos os atendimentos aos alunos (como é o caso dos professores) e não alunos (assuntos administrativos e comerciais).

Esta condição atual, proporcionada pelo isolamento social, é observada como o momento mais importante para os estudos, pois falta de tempo não se torna mais desculpas para o aluno não estudar.

 

André Luis Alves Serra - diretor da Escola Prepara Cursos - Porto Velho

Agora é o momento!

“Falamos para nossos alunos: vão se sobressair do isolamento aqueles que fizeram a oportunidade em tempos de crise e a oportunidade é você quem faz!

André Luis Alves Serra - diretor da Escola Prepara Cursos - Porto Velho

"Muitas pessoas perderam seus empregos e a realidade é que o mercado de trabalho quer pessoas mais preparadas e qualificadas. E em se tratando dos concursos esse é o momento de focar e criar uma rotina diariamente de estudo. É de suma importância conversar e deixar bem claro para sua família sobre os seus horários de estudo para que não haja distrações”, orienta André.



Fonte:

Receba as notícias de Porto Velho no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário