Portal da Cidade Porto Velho

DESCASO

Moradores do Bairro Novo reclamam de abandono por parte da Prefeitura

Serviços como limpeza, iluminação, transporte e segurança deixam a desejar no local

Postado em 28/05/2020 às 15:26 |

Entrada do Bairro Novo em Porto Velho (Foto: Portal da Cidade)

Moradores do Bairro Novo, em Porto Velho, reclamam da falta de atenção da Prefeitura em relação às demandas do bairro. Segundo eles, serviços como limpeza e manutenção da rede pública de energia há muito não são realizados no local. O transporte coletivo funciona, mas de forma precária, o que dificulta o dia a dia de quem não dispõe de transporte próprio para se deslocar até outras regiões da Capital.

O Bairro Novo está localizado há 15 quilômetros da região central de Porto Velho. O empreendimento foi projetado pela Odebrecht Realizações Imobiliárias, com subsídios do Programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal. Foi lançado em 2010 com a proposta de ser o primeiro bairro planejado de Porto Velho. São ao todo 12 condomínios residenciais e um de apartamentos, totalizando aproximadamente três mil moradias, onde residem aproximadamente 12 mil pessoas. 
Lícias Santos mora há dois anos no bairro. Ela conta que durante um curto período o transporte coletivo entrava no bairro e tinha hora marcada para passar. Atualmente, os moradores precisam caminhar até a BR-364 para pegar o ônibus. Chegando lá, enfrentam outro problema: a demora, que chega durar quase duas horas, isso quando o veículo não quebra pelo caminho, o que já é comum acontecer.
“Os moradores do Bairro Novo se sentem abandonados pela administração pública. Já procuramos a Prefeitura por inúmeras vezes, eles falam que vão vir resolver e nada é feito. Entra ano, sai ano e a situação por aqui só se agrava”, reclama Lícias Santos.
Fabiana Neres Fernandes é síndica do condomínio Alfazema, um dos 12 residenciais existentes no local. De acordo com ela, a situação do bairro só não está pior porque os próprios síndicos se unem para organizar e resolver alguns problemas, como é caso do serviço de poda, roçagem e limpeza que vem sendo custeado pelos moradores.
“Precisamos que a Prefeitura olhe para o Bairro Novo, muitas famílias moram aqui e não podem mais ficar nessa situação de abandono. Precisamos que as ações do executivo municipal cheguem até o nosso bairro também”, frisou Fabiana.
Mas, além dos problemas relacionados a infraestrutura, os moradores precisam conviver com uma outra situação: a falta de segurança. No bairro, não há nenhuma base de policiamento e as viaturas da polícia, praticamente, não são vistas fazendo ronda no bairro. “É uma situação complicada”, ressaltou a moradora.

O Portal da Cidade entrou em contato com as autoridades competentes em busca de respostas para os problemas relatados pelos moradores. Veja o que eles disseram:

Transporte:

O secretário municipal de Transporte (Semtran) Nilton Kisner disse que ter conhecimento que o serviço de transporte coletivo no bairro não é o ideal e atribuiu o problema a gestões anteriores. A boa notícia, segundo o secretário, é que em 16 de março, a Prefeitura assinou contrato com uma nova empresa que assumirá o transporte público de Porto Velho. “Esperamos em breve, oferecer um transporte digno e de qualidade aos moradores do Bairro Novo”, afirmou.

Iluminação

Por meia da assessoria de comunicação, a Empresa de Desenvolvimento Urbano (Emdur), responsável pela iluminação pública em Porto Velho, se comprometeu em verificar a demanda apresentada pelos moradores, no que se refere às lâmpadas dos postes que estão queimadas. Disse também que há muito tempo não recebia reclamações de problemas no Bairro Novo e que na última vez que estiveram realizando serviços no local, à operação foi abrangente.

Limpeza e Policiamento

O secretário municipal de Serviços Básicos, Rainey Viana, responsável sobre as ações relacionadas à limpeza da cidade, não atendeu as ligações e nem respondeu as mensagem encaminhadas pela equipe do Portal da Cidade, até o fechamento da reportagem. A mesma situação se repetiu com a Secretaria de Segurança (Sesdec). Mensagens foram encaminhadas a assessoria de comunicação da pasta, mas não foram respondidas.

Fonte:

Receba as notícias de Porto Velho no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Mais Lidas